Um Curioso

10 criaturas mais grotescas encontradas no lugar mais profundo do planeta

Imagens da Fossa das Marianas tiradas superficialmente já rondaram a internet e fazem sucesso entre os internautas. Vários turistas já se disporão a nadar em seu superfície a fim de tirar fotos. O local, que mais parece um grande buraco negro dentro do oceano, é o mais fundo da Terra e esconde vários segredos e criaturas misteriosas. Uma comparação feita usando a Fossa das Marianas e o Monte Everest, ponto mais alto do mundo, afirma que se esse fosse invertido não chegaria a tamanha profundidade.

O pico mais alto do mundo, Monte Everest, possui 8.848 metros de altura. Enquanto isso, estima-se que a Fossa das Marianas tenha o equivalente a 10.084 metros de profundidade. Com 2,5 mil km de comprimento e 69 km de largura. Várias expedições foram feitas na tentativa de inspecionar suas profundezas e os mistérios que o adentram. As condições atípicas do local incluem ausência de luz solar, já aos 1.000 metros de profundidade, baixíssimas temperaturas que pairam o congelamento e uma pressão 1.000 vezes maior do que a do nível do mar.

Essas questões fizeram com que a sobrevivência por lá fosse questionada. Porém, registros feitos através de veículos tripulados e não tripulados provaram o contrário. As criaturas encontradas por lá são completamente fora dos padrões e estranhas. E essas são algumas delas.

1 – Polvo Dumbo

Essa espécie de polvo possui características incomuns em relação aos demais. Ela recebe o nome, assim como o famoso personagem Dumbo da Disney, devido as duas membranas que se estendem em suas cabeças se assimilando a grandes orelhas. Seus tentáculos, diferente de outros polvos, são interligados e não separados. Fazendo com que pareçam um guarda-chuva. Eles são pequenos em sua maioria, cerca de 30 centímetros, e possuem um bico atípico. Além disso eles não mastigam as suas presas, eles as engolem por completo.

Leia mais  Esse é o belo fenômeno em que as copas das árvores evitam se tocar

2 – Dragonfish

O anterior pode parecer um bichinho fofo e inofensivo, apesar de estranho, mas esse é completamente o oposto. Seus dentes longos e afiados contribuem para uma imagem não muito amigável. Ele vive entre 213 e 1.828 metros de profundidade e, mesmo sendo um peixe, se assemelha a enguias devido sua pele viscosa. Por ser uma criatura das profundezas, onde não há luz, ele desenvolveu uma característica bioluminescente em seu corpo. Isso faz com que ele emita certo brilho incandescente. Esse brilho é utilizado para se comunicar com outros peixes e para camuflagem. Além de possuir um pêndulo, também luminescente, que é usado como isca.

3 – Barreleye

Essa espécie de peixe ficou conhecida pelos seres humanos apenas em 1939. Ela foi encontrada a 762 metros de profundidade e ainda a muito o que não se sabe a seu respeito. Suas principais características divergentes estão relacionadas a uma transparência na cabeça, assim como uma fonte de luz ao qual ele pode emitir. Como dito anteriormente, a capacidade de emitir luz é um ponto crucial e relevante para seres que vivem nas profundezas do oceano.

4 – Benthocodon

Essa espécie de água-viva é encontrada a cerca de 762 metros de profundidade. Ela possuí cerca de 1.500 tentáculos, os quais usa para se locomover pela água. Sua coloração avermelhada chama a atenção dos cientistas e apesar de ainda ser um grande mistério acredita-se que essa diferenciação sirva para mascarar o brilho de outros animais, se escondendo e não sendo uma presa fácil.

5 – Seadevil Anglerfish

Essa estranha espécie de peixe tem uma aparência deformada e dentes afiados. Apesar de suas características não serem nem um pouco agradáveis o tamanho compensa. Em geral suas fêmeas possuem 20 centímetros de comprimento, enquanto os machos tem apenas 2,5 centímetros. Uma estranha característica desse animal é que em um certo momento da reprodução o macho se une a fêmea se tronando um só. Partes do seu corpo desaparecem nesse processo, assim como suas barbatanas, dentes, olhos e parte dos órgãos. Seu corpo é usado como armazenamento de esperma para a fertilização dos ovos da fêmea.

Leia mais  15 imagens horríveis demonstrando que o humano é um ser nojento

6 – Goblin Shark

A face desse tubaram é um pouco inconsistente em relação aos demais e chama a atenção. Recebem o nome de Tubarão-duende devido seu focinho grande e pontudo. Além de mandíbulas chamativas, bem incomuns nos rostos de tubarões. Além disso a sua cor não é acinzentada como a maioria, ela possuí um tom de rosa. Seu tamanho vária entre os 5 metros e é improvável que você chegue a ver um deles, já que esses vivem a 914 metros de profundidade. AS tendência é que eles vivam cada vez mais nas profundezas de acordo com que eles envelhecem.

7 – Deep-sea Hatchetfish

A espécie de peixe conhecida como Hatchetfish possui algumas variações. Apesar disso todas elas são extremamente magras e, em sua maioria, possuem um certo brilho, aumentando a sua cor metálica. A cor é um ponto muito interessante da espécie e não passa desapercebido. Apesar disso ele tem uma estatura realmente pequena, chegando apenas a 15 centímetros. Essa espécie específica é encontrada a cerca de 1.524 metros de profundidade. O seu corpo bioluminescente pode ser controlado, diminuindo ou aumentando a intensidade de seu brilho.

8 – Frilled Shark

Frilled Shark ou Tubarão-cobra possuem um corpo arredondado e alargado, se assemelhando a enguias. Eles tem características antigas que se parecem com as antigas encontradas em dinossauros. Os cientistas acreditam que isso seja válido já que suas descendências se estendem a cerca de 80 milhões de anos. Eles podem chegar a até 1,8 metros de comprimento e possuem 20 fileiras de dentes afiados. Vivendo a mais ou menos 1.219 metros de profundidade.

9 – Telescope Octopus

Essa espécie do polvos vive na extrema profundeza, 1.981 metros. Ele tem características únicas quanto ao seu nado, sendo esse verticalmente e não horizontalmente. Além disso ele segue as colunas de água das profundezas do mar. Seu corpo é quase completamente transparente adquirindo uma aparência fantasmagórica. O seu ponto chave são os seus olhos. OS dois globos oculares protuberantes permitem que ele veja de forma periférica e ampla.

Leia mais  8 PROJETOS CIENTÍFICOS ONDE OS HOMENS RESOLVERAM "BRINCAR DE DEUS"

10 – Zombie Worms

Conhecida também como osedax, essa estranha espécie é um poderoso verme capaz de consumir até os ossos dos maiores animais terrestres, ou mesmo as baleias. Ele é capaz de secretar um ácido que o possibilita chegar até a parte dos ossos do animal. Depois disso ele converte as proteínas e gorduras presentes nos ossos como forma de alimento. A sua fêmea tem em média 5 centímetros, enquanto o macho é consideravelmente menor – quase microscópico. As fêmeas reúnem um harém de machos em seus corpos para procriares. Depois disso seus ovos fertilizados são abandonados na água.

Essas criaturas estranhas habitam as mais profundas áreas do oceano. Suas características peculiares realmente chamam a atenção. O que acharam?

Comentários

comentarios

Siga-nos

Gostou de nosso conteúdo e quer nos conhecer melhor? Siga-nos nas redes sociais!