Um Curioso

7 hábitos considerados nojentos que na verdade fazem bem

Quem é que nunca acabou soltando um arroto em público? Ou que nunca fez xixi durante o banho pelo menos uma vez na vida? Pois é, hábitos como estes acabam sendo bastante jugados como negativos, mas acredite… Eles também possuem seu lado bom. A ciência está aí para nos provar isso, por mais estranho que possa parecer.

Então, antes de pensar que é errado, analise duas vezes. As vezes nosso organismo precisa se livrar de algumas coisas e não pode esperar muito por isso. É comum sentirmos dores, por exemplo, quando temos gases que não são liberados. Pensando nisso, nós aqui da Um Curioso separamos abaixo 7 hábitos considerados nojentos que na verdade fazem bem. Confere aí!

1 – Fazer xixi no chuveiro

Pode parecer nojento e completamente inadequado, mas é provável que você já tenha até feito isso, pelo menos uma vez na vida. Mas não precisa se envergonhar. O ácido úrico e a amônia presentes em sua urina podem ajudar a evitar infecções fúngicas em seus dedos. Sem contar que, fazendo isso durante o banho, você economiza a água da descarga e até mesmo do papel higiênico.

2 – Soltar pum

Você pode até não perceber, mas seu organismo libera gases cerca de 14 vezes por dia, de forma involuntária. Sem contar que enquanto dorme, isso também pode acontecer algumas vezes. É algo muito julgado e claro, ninguém gosta de estar por perto quando algum solta um pum. Mas por natureza, o trato intestinal produz dióxido de carbono e metano algumas horas após você ingerir algum alimento, e peidar ajuda seu corpo a se livrar deles. Não é à toa que segurar os gases pode provocar dores abdominais e inchaços.

Leia mais  10 coisas que todo casal nojento já fez secretamente

3 – Arrotar

Um pouco menos julgado, o arroto também pode te ajudar a se livrar desses gases que ficam presos em nosso organismo. Segurar arrotos pode provocar dores no peito. Mas vale observar que se você tem o costume de arrotar muito, é bom procurar por um médico, uma vez que pode ser um sinal de doença do refluxo.

4 – Roer as unhas

Este é um dos hábitos mais detestados por aí e claro, não é nada legal. No entanto, ao fazer isso você acaba ingerindo algumas bactérias que ficam sob as unhas, fazendo com que seu organismo produza glóbulos brancos que ajudam a combatê-las. Dessa forma, se você apresentar a bactéria novamente em seu organismo, já haverão linfócitos capazes de destruí-la. De fato, é algo que ajuda a fortalecer levemente o sintema imunológico, mas no fim das contas, não vale muito a pena assim.

5 – Deixar de tomar alguns banhos

Talvez não seja grande novidade, mas vale lembrar. Nós aqui temos hábitos que nos levam a tomar banho todos os dias. É algo praticamente impossível deixar de fazer isso pelo menos uma vez por dia. No entanto, isso também pode acabar fazendo com que óleos essenciais de nossa pele e cabelo sejam destruídos. Até a água quente pode destruir algumas dessas bactérias que precisamos para manter a pele hidratada. Não se julgue caso acabe pulando um banho vez ou outra, mas também não exagere.

6 – Comer meleca do nariz

Sim, este é um dos hábitos mais nojentos aqui mencionados. No entanto, estudosrevelaram que comer a meleca do nariz ajuda a fortalecer nosso sistema imunológico. Isso porque o muco contém mucinas salivares, que podem ajudar a combater o aparecimento de bactérias que provocam cáries.

Leia mais  15 imagens que só pessoas com depressão vão entender

7 – Cuspir

Cuspir é um dos hábitos nojentos que todo mundo acaba fazendo de vez em quando. É algo completamente desagradável, principalmente se for feito em público. No entanto, ao fazer isso enquanto se exercita, pode te ajudar a respirar de forma mais fácil. Ao respirar pelo nariz, o ar fica mais quente e úmido, o que permite ao corpo absorver o oxigênio de forma mais eficiente.

Mas quando praticamos exercícios, a tendência é que respiremos pela boca, fazendo com que a produção de saliva seja maior, interferindo também em nosso padrão respiratório. Dessa forma, cuspir a saliva pode ser algo normal e que te ajuda a mante o ritmo.

E então pessoal, o que acharam? Já sabiam que esses hábitos poderiam realmente fazer bem? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Comentários

comentarios

Siga-nos

Gostou de nosso conteúdo e quer nos conhecer melhor? Siga-nos nas redes sociais!