Um Curioso

Fotógrafa documenta depressão de marido em série de fotos íntimas

A depressão nervosa é mais comum do que muita gente imagina, são cerca de 2 milhões de casos por ano só no Brasil. Felizmente é um distúrbio tratável e que se resolve em questão de meses, porém é necessário um diagnóstico médico mas não são necessários exames laboratoriais ou de imagem. Entre as causas estão: desequilíbrio químico do cérebro e acontecimentos desgastantes, como a perda de um ente querido.

Algumas das características da depressão são tristeza persistente /ou perda de interesse, que podem acarretar uma gama de problemas emocionais e físicos. Além disso, também pode apresentar dificuldades para dormir e de concentração. Disfunção alimentar, níveis de energia reduzidos e, por vezes, pensamentos suicidas. A psicoterapia com um psicólogo ou psiquiatra especializado é o tratamento básico. Também há o uso de medicamentos que agem sobre o desequilíbrio químico do cérebro.

Precisamos lembrar que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina a aqueles que se interessarem e/ou identificarem.

O marido da fotógrafa Maureen Dennan tem depressão e luta constantemente contra esse problema. Foi dado o nome de “The Sea That Surrounds Us” (O mar que nos cerca, tradução livre). O nome do projeto foi retirado de um verso de um poema do poeta chileno Pablo Neruda, chamado Night on the Island (Noite na ilha, tradução livre).

Um título que reflete a decisão da fotógrafa de intercalar fotos de seu marido com fotos de Block Island (ilha em Rhode Island, Estados Unidos). A esterilidade e isolamento da ilha funciona tanto como uma encarnação física da distância que ela sentia de seu marido, como uma manifestação tangível do próprio estado interior do seu marido no período de depressão.

Esse foi um período que o casal superou e decidiu deixar para trás, mas a série fotográfica serve como um lembrete do quão frágil pode ser o ser humano. E o quanto é difícil compreender, verdadeiramente,  as experiências de outra pessoa, não importando o quão próxima ela seja de nós.

Leia mais  É incrível o quanto esse cão mudou depois de ter sido resgatado das ruas

020304050607081012

111314

Então pessoal, o que acharam dessa série? Conhecem alguém com depressão? Uma pessoa próxima? Conseguiram superar? Encontraram algum erro na matéria? Ficaram com dúvidas? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Comentários

comentarios

Siga-nos

Gostou de nosso conteúdo e quer nos conhecer melhor? Siga-nos nas redes sociais!